O DIRETÓRIO INDUSTRIAL
Contate diretamente com as empresas

Sunnyvale leva embaladora automática de bandejas à Apas 2013

  • 23/04/2013, São Paulo (SP)

  • Sunnyvale estará presente na APAS, que acontece entre 6 e 9 de maio, no Expo Center Norte, para expor soluções de embalagem voltadas aos supermercadistas. Apresentará a Digi, embaladora automática para aplicação de filmes esticáveis em bandejas.

 

Embaladora automática Digi para aplicação de filmes esticáveis em bandejas aumenta produtividade e melhora apresentação de produtos hortifruti, fatiados e cortes de carnes na gôndola.

A Sunnyvale estará presente na APAS 2013, que acontece entre 6 e 9 de maio, no Expo Center Norte, para expor soluções de embalagem voltadas aos supermercadistas. A empresa apresentará a Digi, embaladora automática para aplicação de filmes esticáveis em bandejas, que é indicada para hortifruti, fatiados e cortes de carnes.

Para o supervisor de vendas de equipamentos de embalagens da Sunnyvale, Rafael Franciscatto, a Digi aumenta a produtividade na área de embalagem, reduz custo ao eliminar o processo de embalagem manual e melhora a apresentação do produto na gôndola. "A Digi agiliza o processo e substitui até cinco postos de embalagem manual. Além disso, o processo automático irá reduzir o consumo de filme esticável em 30%, pois a máquina sempre utiliza a mesma medida de filme para embalar as bandejas, mantém o padrão de consumo de filme e de acabamento, o que é impossível ter no processo manual. Outra vantagem é que no processo de embalagem automático não existe contato com o produto, evitando contaminações e perdas", avalia o executivo.

Com a Digi é possível chegar ao volume de 30 embalagens por minuto, com entrada e saída automática dos produtos. O que também chama atenção é a facilidade da programação do equipamento de acordo com o tamanho da bandeja e condições de empacotamento.

Embalagem a vácuo - A Sunnyvale também levará suas embaladoras a vácuo ideais para embalagem de frios, laticínios, frutas perecíveis, frutas secas e vegetais, entre outros produtos. "Com o embalo a vácuo, os supermercadistas ganham em lucratividade, pois agregam valor aos produtos. Um exemplo emblemático é o caso do queijo. O supermercadista pode comprar uma peça de 4 kg, por exemplo, e comercializá-la por R$ 10/kg. Mas o consumidor pode querer uma quantidade menor, como 100 gramas apenas. É possível fracionar a peça no próprio supermercado e reembalar. A embalagem fracionada pode chegar ao dobro do preço por quilo, o que dará maior lucratividade ao negócio", exemplifica o executivo.

A importância do vácuo para embalagem fracionada é que o produto terá o tempo de prateleira estendido, manterá a qualidade e o sabor, com diminuição de perdas. O produto embalado a vácuo também não perde peso, garantindo ao supermercadista a rentabilidade na venda do produto. "Para o consumidor final, o produto embalado a vácuo é uma referência de produto de qualidade, devido sua conservação e higiene, pois a embalagem é inviolável", reforça Franciscatto. Entre as embaladoras expostas estarão a linha Sunny, nas versões 350 e 600DC.

Também será apresentada solução para o setor de panificação. A Sunnyvale levará o equipamento Plas-ties, que é um aplicador de fitilho, portátil e elétrico. O operador só precisa colocar o produto no gatilho frontal para que o equipamento seja acionado fazendo um fecho perfeito. A capacidade é de até 45 fitilhos por minuto, o que chega a ser cinco vezes maior no caso de uma operação manual. O equipamento evita ainda que o operador faça movimentos repetitivos, o que previne contra a L.E.R (Lesão por Esforço Repetitivo). É  um benefício direto nas relações entre empregado e empregador.