O DIRETÓRIO INDUSTRIAL
Contate diretamente com as empresas

A Straight Manufacture apresenta o 3ª artigo sobre Oportunidades de Reprojeto para a Otimização das Embalagens com Redução de Custos e Itens de estoque

  • 02/04/2013, São Paulo (BR)

  • A embalagem deve integrar o sistema logístico, desde a confecção do produto até sua utilização pelo cliente. Esta visão integrada permite a otimização da embalagem e evidencia oportunidades diversas de ganhos.

 

No artigo anterior ( A Straight Manufacture introduz conceitos de embalagens para o reprojeto de otimização de embalagens ) falamos dos conceitos de embalagem, agora neste novo artigo trataremos este conceito de forma mais abrangente, como um sistema de embalagem.

As definições de embalagens encontradas hoje no mercado tentam adotar uma abordagem mais completa para as mesmas. Definimos a embalagem como um sistema que prepara as mercadorias para uma manipulação e que proporcione no sistema e processo de embalagem: segurança, eficiência e eficácia da aplicação, transporte, distribuição, armazenagem, venda, consumo e valorização, reuso ou eliminação combinada com a maximização do valor de consumo, vendas e consequente lucro.

Este tipo de pensamento apresenta complementarmente, três conjuntos para a definição de embalagem, cada um enfatizando diferentes pontos de vista:

  1. Um sistema coordenado de preparo de mercadorias para transporte, distribuição, armazenagem, venda e utilização final.
  2. Um meio de garantir a entrega segura para o cliente final em boas condições a custo mínimo.
  3. Uma função técnico-econômica visando minimizar os custos de entrega, maximizando as vendas e o consequente lucro.

É importante reconhecer que a embalagem faz a interface entre o produto e o ambiente em que o produto será distribuído.

A embalagem deve integrar o sistema logístico, desde a confecção do produto até sua utilização pelo cliente. Esta visão integrada permite a otimização da embalagem e evidencia oportunidades diversas de ganhos.

"Trade-offs" de embalagem são frequentemente ignorados ou minimizados na tomada de decisão logística. No entanto, como todas as decisões de logística, embalagem afeta custos e níveis de serviço ao cliente.

Uma ordem de atuação nas oportunidades de melhoria no sistema de embalagem é imprescindível e devem ser mapeadas e organizadas de forma a medirmos o nível de retorno financeiro e esforço de implantação para estabelecermos um plano de ação adequado considerando menor esforço com maior retorno possível.

É fácil constatar, ainda hoje, que poucas embalagens são selecionadas, escolhidas ou desenvolvidas com base onde será utilizada e como será tratada. Na visão tradicional ela é considera uma atividade isolada das atividades de logística, desconsiderando-se armazenamento, transporte e manuseio. Uma explicação para este ponto de vista seria de que o custo de embalagem seria apenas o custo de "empacotamento do material a ser entregue" e que outros custos resultantes e seus impactos em outras atividades foram desconsiderados. Independentemente da postura inadequada de que alguns setores, empresas ou profissionais do mercado, o desenvolvimento de embalagens progrediu juntamente com a evolução da sociedade moderna e suas exigências estão sendo aumentadas a cada dia.

Respostas adicionais para as lógicas na seleção de embalagens são de natureza tangível e ligadas às informações contidas nesta série de artigos e como segue:

Reforçando os conceitos de embalagem - Podemos dizer que as funções gerais de embalagem são: contenção, proteção, separação, unitização, praticidade no manuseio e informação. As funções de proteção e facilidade no manuseio são relevantes para a área logística.

Funções complementares da embalagem - A caracterização das funções de embalagem pode ser dada ainda pela relação de suas funções para marketing e logística representadas na existência de diferentes tipos de embalagens em diferentes pontos da cadeia de abastecimento como por exemplo, o uso de embalagens de venda do local de fabricação até o consumidor final ("downstream" do fabricante) e o uso de embalagens industriais de diferentes níveis de fornecedores de componentes para um determinado fabricante ("upstream" do fabricante).

Embalagem e os ambientes - É importante reconhecer que a embalagem faz a interface entre o produto e os ambientes em que o produto será distribuído.

Embalagem e a Logística - A embalagem deveria ser vista à luz de uma abordagem de sistemas, desde o ponto da matéria-prima ao descarte final. A embalagem representa a única e mais importante interface entre o produto e o sistema de logística, portanto, pode ser usada como um meio de se aumentar a eficiência operacional. É sabido também que a embalagem desempenha um papel fundamental na obtenção de um sistema de logística eficiente.

Agora que estamos totalmente embasados para a otimização de nosso Sistema de Embalagens e Logística temos ainda a árdua tarefa de conseguir o reconhecimento destes valores por parte de nossos pares - da empresa e das pessoas que fazem parte dela - e que neste caso estão ligados a este sistema, sejam estes as pessoas que trabalham diretamente com este sistema ou o pessoal do Financeiro ou Controladoria, Compras, Qualidade etc. Faço aqui uma inferência sugerindo um pedido de ajuda e participação junto aos outros setores da empresa para este reconhecimento e melhor ainda, com a participação em um grupo multifuncional de Embalagens e Logística.

No próximo artigo estaremos tratando do projeto estruturado de embalagem.