Esse site utiliza cookies próprios e de terceiros para melhorar a experiência e os serviços. Se você continuar navegando, significa que aceita seu uso. Para mais informações, acesse nossa Política de Cookies

A indústria brasileira de Motor Homes produziu cerca de 300 veículos em 2016 - a maioria de forma personalizada ao gosto do cliente e com elevado grau de sofisticação - gerando faturamento da ordem de R$ 85 milhões na venda direta aos consumidores, não sendo maior por causa de dificuldades na obtenção de linhas de crédito & financiamento - falta de uma ação efetiva do Banco Central para Instrução Normativa específica para o setor. Em relação ao ano anterior, crescimento de 15% - índice expressivo para 2016 que foi um período critico de acentuada recessão no país.

Para 2017, por conta dos primeiros sinais de reaquecimento da economia com expansão de 1% do PIB de janeiro a março e que certamente impulsionaram as negociações de vendas em andamento, há uma expectativa dos fabricantes de Motor Homes em atingir 17,5% de crescimento.

Existem modelos no mercado nacional com preços oscilando entre R$ 250.000

00 a R$ 750.000,00 - em casos especiais e sob encomenda podendo ultrapassar a casa de R$ 1 milhão por unidade. Dependendo de chassi e montagem, são encontrados Motor Homes de R$ 150.000,00 e adaptados de trailers de R$ 50.000,00 a R$ 75.000,00. A importação quase que inexiste em função da alta carga tributária e empecilhos aduaneiros.

Estima-se que 5% da população economicante ativa do país possui Motors Homes ou já ouviu falar destes veículos porque têm interesse em compra-los. O número de brasileiros que vivenciam a experiência de viajar num Motor Home nos Estados Unidos e no Canadá aumenta 20% ao ano.