Esse site utiliza cookies próprios e de terceiros para melhorar a experiência e os serviços. Se você continuar navegando, significa que aceita seu uso. Para mais informações, acesse nossa Política de Cookies

Estamos lançando no Brasil um equipamento que revoluciona a movimentação de cargas ferrosas em siderúrgicas, estaleiros, portos, distribuidores e utilizadores de aços: a barra de carga extensível com "eletroímãs" eletro-permanentes. Ela permite a movimentação de chapas de aço, billets, perfis, etc com enorme agilidade, através de acionamento automático. A barra de carga (e os eletroímãs nela pendurados) abre-se e se fecha, permitindo o transporte de chapas de material de comprimentos diferentes com um único equipamento. E, melhor, com segurança total, já que em caso de queda de energia os eletroímãs não se desligam.

A grande vantagem dos equipamentos eletro-permanentes é que não necessitam de alimentação elétrica para se manterem "magnetizados", ou seja em caso de corte de energia ou rompimento do cabo, a carga não se solta. Os eletro-permanentes garantem segurança total na execução da operação.

Os equipamentos eletro-permanentes utilizam energia intrínseca dos ímãs permanentes: ao invés de serem ativados e desativados mecanicamente, são submetidos a um surto ou pico de tensão (=impulso elétrico), gerado por uma bobina similar àquela dos eletroímãs. Fornecem toda a sua força por um período de tempo ilimitado: o levantamento e transporte da carga é completamente independente de qualquer fonte de energia externa, oferecendo portanto, máxima segurança durante a fase de utilização. Deste assunto trataremos mais detalhadamente. Antes, porém algumas considerações a respeito de ímãs são necessárias.

Pelo fato de o impulso de tensão ser muito rápido, praticamente instantâneo, pode-se enumerar como vantagens imediatas deste fato a economia de energia e o não aquecimento por si só do sistema, ao contrário dos eletroímãs que, por necessitarem permanentemente de uma fonte de energia elétrica, aquecem-se, perdendo rendimento após certo período de uso, quando estão aquecidos.

Além, disso por dispensarem sistemas no-break com baterias, não necessitam de manutenção e não são agressivos ao meio ambiente.
Podem ser fabricados para qualquer capacidade de carga, de 1 a 100 toneladas.