Esse site utiliza cookies próprios e de terceiros para melhorar a experiência e os serviços. Se você continuar navegando, significa que aceita seu uso. Para mais informações, acesse nossa Política de Cookies

O índice de mulheres em cargos de CEOs e de diretorias executivas no Brasil chegou a 16% em 2017, de acordo com a pesquisa International Business Report (IBR) - Women in Business, da Grant Thornton, realizada em 36 países. Em cargos de gerência e lideranças o número sobe para 19% nas empresas brasileiras. Em 2016, este índice era de apenas 11% e em 2015 somente 5%. Apesar de estar engatinhando, o mercado tem aberto as portas para as executivas de grande potencial no Brasil.

A mulher tem se destacado principalmente pelo seu perfil empreendedor, por sua qualificação profissional, por ter mais sensibilidade em liderar equipes, são comprometidas, detalhistas e como não poderia deixar de ser: educadora.

Para exemplificar este cenário, a multinacional austríaca Fronius, líder em tecnologia nas áreas de soldagem, carregadores de baterias e energia fotovoltaica, está entre as empresas que possuem mulheres no comando do negócio. Nos setes cargos de liderança, cinco estão sob o comando feminino. O cargo mais alto da empresa na Áustria é liderado por uma executiva chamada Elisabeth Strauss, responsável pelas áreas de Recursos Humanos, Financeiro e Marketing da Fronius no mundo.  Na subsidiária brasileira, o comando está mão de Monalisa Gomes, 34 anos, como diretora geral da Fronius do Brasil. Além de Monalisa, mais seis líderes decidem pela empresa, sendo quatro mulheres: Mariana Kroker, gerente de vendas da Unidade de Negócios Carregadores de Baterias; Anaibel Novas, gerente de vendas da Unidade de Negócios Energia Solar; Silmara Silva, coordenadora de Recursos Humanos e Thaís Bitencourt, coordenadora de Marketing.

Monalisa, apresenta muita garra e disposição para encarar os novos desafios e marca presença no setor. "Somos avaliadas com frequência e a todo momento precisamos provar nossa competência. Como profissional, não me coloco em desvantagem por ser mulher, pelo contrário, acredito que não preciso deixar de ser quem eu sou, pois, independente do sexo, o trabalho precisa ser feito'', ressalta. Devido sua expertise, comprometimento, confiabilidade e tempo de casa, a Elisabeth Strauss enxergou em Monalisa as características ideais para assumir a função. "Bom humor, visão prática e habilidade para lidar com situações difíceis e delicadas, sempre focando na qualidade, são essenciais, pois permitem ter jogo de cintura para defender minhas ideias, valores e anseios, com elegância e firmeza'', destaca a nova diretora.

A Unidade de Negócios de Energia Solar é gerenciada por Anaibel Novas. Com 35 anos, Anaibel é engenheira industrial pela PUCMM Santo Domingo (República Dominicana), com especialização em direção de empresas energéticas, energias renováveis pela Universidad de Nebrija (Madrid - Espanha) e MBA Executivo em Gestão Estratégica e Econômica de Negócios pela FGV (SP). Sua experiência de 12 anos foi desenvolvida em grandes corporações como: Eaton, Energimp; Aemed e Louis Berger Group.

Já a Unidade de Negócios de Carregadores de Baterias fica por conta da gerente Mariana Kroker, 45 anos. Mariana tem formação em Administração há 27 anos atuando no mercado corporativo, a gerente é focada em administração estratégica voltada para vendas, importação, logística e faturamento. Na Fronius, seu desafio começou antes mesmo da Fronius ter uma unidade no Brasil, em 2002, como representante da empresa. Em 2004, assim que a Fronius colocou sua bandeira em solo brasileiro, Mariana foi convidada para assumir esta área de negócio. "Nossa meta é colocar a Fronius. como a empresa número 1 nos mercados em que atua. Estamos muito confiantes e muito próximos desta conquista", afirma.

Silmara Silva, está há 13 anos no mercado de trabalho, sendo nove anos na Fronius. É formada em Administração de Empresas e com MBA em Gestão de Pessoas pela FGV - Fundação Getúlio Vargas. Atualmente é responsável pelo Departamento de Recursos Humanos da Fronius. "Nossa meta é contribuir estrategicamente para os resultados do negócio e em conjunto com as lideranças promover continuamente o desenvolvimento e engajamento de nossos colaboradores para o alcance dos objetivos e metas individuais e organizacionais."

E para liderar toda divulgação da Empresa, estratégia de Marketing, campanhas, eventos, Thaís Bitencourt, foi a indicada. Thaís é formada em Design e pós-graduada em Marketing pela ESPM. Há cinco anos na empresa, seu objetivo é transformar a Fronius em líder de mercado e reconhecida como uma empresa de excelência em todos os seus segmentos.

Novos projetos

A Fronius está investindo em diversos projetos liderados pela equipe de gestores da companhia, o objetivo é ampliar a atuação no Brasil com planos ambiciosos para os próximos anos. "Estamos trabalhando e investindo fortemente, qualificando a estrutura e preparando-a para a retomada do mercado. Nossos produtos, mundialmente consagrados, possuem qualidade ímpar e tecnologias inovadoras para atender plenamente a satisfação de nossos clientes". Ressalta Monalisa Gomes.